quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Sr. Errado.

Era uma vez um garoto qualquer. Inventou de seguir quase errante na vida, gostou. Os comentários alheios não mais importavam e ele passou admirar sua própria loucura. Andava como queria, vestia-se como queria e falava com quem queria. Curtia ir pra balada mais teen da cidade e dançar ocupando grande espaço. Fazia amizade com as prostitutas e amor com letras de músicas. Tirava fotos fazendo bicos e caretas, e qual o problema? Gostava do que os outros odiavam e odiava o que os outos amavam. Era o Sr. Errado. E ele gostava de ser assim, gostava de se sentir livre e descolado, gostava de animais e de internet, gostava dos amigos e velhos, ele gostava de meninos e meninas.

Achava que nunca se apegaria a ninguém, mas um dia encontrou alguém que aqueceu seu coração e ele passou a gostar de andar de bicicleta à noite, de sentar no meio fio. Mas ele se atrapalhava com palavras e atitudes e acabou voando sozinho. Perdeu-se, não se achou. E não mais conseguia encontrar seu caminho. E quando finalmente encontrou e voltou, percebeu que já era tarde demais pra ele. Chorou. Bebeu da taça do orgulho e engoliu em seco o arrependimento. Sr. Errado Sr. Errado, por que é sempre tão errado assim?

12 comentários:

× EdiiCraizi disse...

Adorei o texto *-*

Guilherme B. disse...

Acho DIGNO

Alyphn disse...

Ameiiiiiiiiiiii esse seu texto..
Concordo com oq vc escreveu...

Pobre esponja disse...

O erro é só questão de ponto de vista. No futebol, vulgo exemplo, o acerto de um depende do erro de outro.
Moral: o Erro é fundamental.

abç
Pore Esponja

Cupido Bêbado disse...

Adorei o TEXTO, ma tipow ele naum era o sr. Errado nom!! Ele criou suas opiniões e viveu a vida que ele queria , não a vida que a sociedade ofericia ou obrigava!! ^^

xDD

Otimos texto, precisamos de seres humanos pensantes, e não alienavéis!!!

Bela Bonilha disse...

" Fazia amizade com as prostitutas e amor com letras de músicas. "

Adorei a frase, muito bem formulada!

Larissa disse...

muito bom

Bruno (Binão) disse...

errar é humano , odos pensam que nunca se apega a algo .. mas no final ..

Gutt e Ariane disse...

Como buscar sem o acerto, sem a margem, o risco do erro não é mesmo? Viver intensamente tem dessas coisas... vale a pena arriscar!

Anna Carolina disse...

muito bom o seu texto :)
parabéns :D
seguindo aqui ;)
se der, retribui a visita?

bj* bj*

Pedro Novaes disse...

interessante o texto...

fabis disse...

muito bom parabens pelo blog


http://afffveioo.blogspot.com/